5 Dicas Para Fazer Um Gerador Sentir-se Amado

5 Dicas Para Fazer Um Gerador Sentir-se Amado Desenho Humano

O mais provável é que todos tenhamos um Gerador bem perto do nosso coração. Afinal, eles são um terço da população e são o motor do mundo. Sem eles, os Projetores não teriam ninguém para guiar ou os Manifestadores não teriam quem respondesse à sua força de iniciação. Tudo o que vemos à nossa volta tem o cunho de um ou mais Geradores.

Os Geradores caraterizam-se pela sua energia aparentemente infinita e o seu brilho natural quando estão a fazer algo que os motiva. Com a sua aura envolvente, os Geradores são as mães do mundo que, depois de um dia intenso de trabalho ainda vão, de sorriso nos lábios, ler uma história de embalar aos filhos. Movem-se com a energia do Sacro, um motor tão mágico quanto primitivo. O que um Gerador alinhado deseja é sempre o que é certo pois é sempre o que é certo para si.

Para um Gerador, a vida é uma dança infindável feita de trocas energéticas: o Universo dá, os Geradores recebem dando mais de volta e o Universo retorna o favor. É nesta valsa de luz que os Geradores se devem mover. São os bon-vivants genuínos, cuja função de vida é aproveitar a vida ao máximo.

No entanto, há demasiados Geradores contradizendo o seu Sacro e a fazerem aquilo que os outros querem ou o que a sociedade espera deles, a esticarem-se para além das suas capacidades. Rapidamente, a sua luz se extingue e o seu magnetismo cintilante apaga-se.

É urgente salvar os Geradores deste desalinhamento. Se perdemos a sua luz, perdemos a força do trabalho e da execução material. A humanidade depende deles.

Se amas um Gerador aqui ficam 5 dicas para o fazeres sentir-se amado e ajudá-lo a permanecer no seu caminho brilhante.

1. Respeita e Honra os Nãos do Teu Gerador

Perante um pedido, um Gerador que responde com o Sacro, geralmente até através de murmúrios, responde da forma mais genuína que pode existir. Os Geradores não devem responder com a mente, analisar prós e contras e menos ainda fazer coisas para agradar os outros ou porque fica bem. Se o teu Gerador te responder “Não!”, respeita e não insistas.

Entende que se a sua resposta não for “Sim!”, então é “Não!”. Um “Nim!”, um “Mais ou menos” ou um “Talvez…” são “Não!”. Dá-lhes espaço para recusar sem culpas, sem expetativas. O mundo lá fora já faz isso o suficiente ao teu Gerador. Se respeitares todos os Nãos, podes ter a certeza que os Sins são definitivos, vêm do lugar certo e vão gerar muita fluidez para ambos.

2.  Acende a Chama do Teu Gerador

Todos os Geradores têm coisas que adoram fazer que transformam as suas horas em segundos. Quando um Gerador está encantado com algo, tudo lhe flui e tudo flui à sua volta. É essa energia que os Geradores criam que depois fará com que mais e mais oportunidades lhes surjam para utilizar a sua energia.

Se o teu Gerador tem alguma atividade que o faz sentir-se a voar, tenta dar-lhe oportunidades amplas de poder acender a sua chama. Isto pode ser criando-as tu próprio ou dando-lhe espaço (e tempo!) para perseguir o que o acende por dentro.

3. Utiliza Perguntas Simples Com o Teu Gerador

O Sacro vibra com perguntas “Sim ou Não?” ou “Isto ou Aquilo?”. Quando as perguntas são abertas, o Sacro não tem como responder pois funciona de forma instintiva. Se não apresentares as tuas opções ao teu Gerador, ele vai sair do Sacro para tentar responder com a mente e esse não é de todo o modo genuíno de operação de um Gerador.

Os Geradores adoram responder a perguntas imediatas e binárias do género “Queres ir ao cinema ou à praia?”, “Queres que mande vir sushi ou pizza?” Perguntas tais como “Onde é que gostavas de ir no fim-de-semana?” não vão facilitar a vida do teu Gerador, pelo contrário, vão frustrá-lo porque ele não tem poder de iniciar nem o Sacro responde a perguntas a longo prazo.

4. Canaliza a Energia do Teu Gerador Para os Sítios Certos

Embora se diga que a energia dos Geradores é infinita, isto só se aplica quando os Geradores estão a fazer aquilo que realmente os acende. Pela enorme energia que demonstram mesmo quando não estão a fazer algo que os satisfaz, os outros Tipos Energéticos têm tendência a ignorar se um Gerador está sobrecarregado e, como tão bem sabemos, um Gerador sobrecarregado dispara e todos ficam na escuridão. Observa o teu Gerador e vê em que partes da sua vida o podes ajudar a aliviar a carga para que assim ele possa dedicar a sua energia ao que realmente lhe traz satisfação.

Se o teu Gerador começar a demonstrar sinais de cansaço, é bem possível que já se tenha desligado o suficiente do seu Sacro para não ouvir os sinais do seu corpo que lhe pedem para dizer não. Se assim for, o teu Gerador não vai reagir bem a propostas diretas de descanso, uma vez que se vai sentir atacado e enfraquecido. Lembra-te, o Sacro foi feito para estar sempre ligado, mas só à energia certa. Oferece ao teu Gerador formas subtis de relaxamento (um jantar, uma massagem, um passeio calmo) ou espaço e tempo para ele usar no que realmente gosta.

5. Dá Ao Teu Gerador Algo Para Responder

Os Geradores precisam de dar uma resposta, mas não o podem fazer sem haver uma pergunta. O teu Gerador não tem poder de iniciação pelo que deves ser tu a iniciar ou a fazer surgir a oportunidade. Vai mais além e protege o teu Gerador da tentativa de iniciar dando-lhe muitas chances de ter ao que responder. Não te preocupes se as tuas sugestões vão parecer tolas, os Geradores guiam-se pelo Sacro e vão saber exatamente qual é a sugestão certa para ambos.

Pergunta ao teu Gerador se quer ir de férias. Se a resposta for sim marca tu as férias e vê o teu Gerador tratar de toda a documentação necessária, fazer as malas e ainda escolher os sítios que vão visitar.

Tal como em qualquer outro Tipo de Energia, é importante validarmos e apreciarmos as pessoas que amamos. Os Geradores são um Tipo especial responsável por muita da magia que dança pelo universo. Um mundo com Geradores satisfeitos, é um mundo mais feliz e mais unido. Por essa razão, é importante saber amar os Geradores como eles merecem para que o seu brilho nos ilumine a todos.

 

Partilha este Artigo

Estes artigos podem interessar-te

Subscreve
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos os comentários